Nuvem

Design pernambucano é destaque na Mostra Cidade Gráfica do Itaú Cultural

Os designers Guilherme Luigi, Josivan Rodrigues e o trio Damião Santana, Fátima Finizola e Solange Coutinho são os representantes de Pernambuco na Mostra Cidade Gráfica, que ficará em cartaz no Itaú Cultural – São Paulo, de 20 de novembro a 4 de janeiro. Com curadoria dos designers Elaine Ramos, Celso Longo e Daniel Trench, reúne 40 trabalhos de 36 artistas e coletivos de vários estados do Brasil e da França.

Para a seleção de trabalhos, foi convocada uma chamada de projetos, aberta de 2 de junho a 18 de julho. Além disso, os curadores também empreenderam visitas a algumas capitais brasileiras para conhecer de perto alguns dos projetos e realizadores. No Recife, os curadores reuniram-se com vários artistas, designers, fotógrafos e realizaram uma reunião com livre acesso ao público para esclarecimentos sobre o projeto na Orbe Coworking.

Ao todo, são 40 trabalhos de 36 artistas e coletivos de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Pará, Bahia, e Paris e Mios, na França. Apresenta projetos gráficos, entre livros, cartazes, fontes, pesquisas acadêmicas e peças gráficas que navegam no limite entre o design gráfico e as artes visuais.

Os três trabalhos de Pernambuco presentes na Mostra são frutos da observação, registro e reflexão a partir da interface urbana. São eles:

Dingbat Cobogó de Guilherme Luigi. Parte da pesquisa iconográfica de Josivan Rodrigues sobre os cobogós de Pernambuco para construir vetorialmente 36 símbolos em versão positiva e negativa correspondentes aos caracteres digitais de uma família tipográfica. Disponíveis gratuitamente na internet para download, os dingbats podem ser utilizados para diversos fins: da simples ornamentação sobre variados suportes até projetos de arquitetura.

453fbe2190250b72bd3eb44d284b67a1c7c05c44

Cobogó de Pernambuco de Josivan Rodrigues. O artista registrou as imagens e a história desta ferramenta, por meio de um ensaio fotográfico, exposto na mostra, e um livro publicado em 2013. Vale informar que o cobogó é um elemento construtivo pré-fabricado, vazado e modular, criado naquele estado no início de século XX, para facilitar a ventilação natural e a proteção solar, que, justapostos, formam também uma estampa gráfica.

img_0423

Abridores de Letras de Pernambuco, de Damião Santana, Fátima Finizola e Solange Coutinho. Mapeia os “abridores de letras” remanescentes no Estado, com base em um amplo registro visual. O grupo percorreu cerca de 800 quilômetros do litoral ao interior do estado, passando por seis cidades e conhecendo o trabalho de 12 pintores letristas depois compilados em uma publicação. Na mostra estão expostos alguns originais que trazem a materialidade da tinta, do suporte e do gesto manual.

DSC3256

SERVIÇO

Cidade Gráfica
Abertura para convidados: 19 de novembro
Em cartaz: de 20 de novembro a 4 de janeiro
Horário de funcionamento:
De terça-feira a sexta-feira, das 9h às 20h
Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h
Faixa etária: livre
Entrada franca