Nuvem

Exposição “CRIA” lança novos talentos das artes visuais de Pernambuco.

 

capa facebook

Conhecida por quadros que retratam a universalidade do intimismo feminino, a artista pernambucana Gio Simões conheceu cinco novos promissores pintores no CRIATÓRIO, o seu ateliê. Fefa Lins (24 anos), Gi Vatroi (26), Lana Pinho (24), Marcela Morci (23) e Pedro Rodrigues (23) são seus assistentes e aprendizes desde agosto de 2015, quando Gio decidiu buscar interessados em assistir a produção de suas obras. A vivência com os pupilos, que demonstraram produtividade e estilos artisticamente notáveis, inspirou a pintora a produzir uma exposição de estreia coletiva: a Cria. A produtora cultural e galeria Nuvem Produções* – situada na Galeria Joana D’arc, Zona Sul do Recife e responsável pela realização das primeiras exposições de Gio , Nude (2014) e Blush (2014) – vai abrigar, no dia 30 de março, às 19h, a CRIA, a vernissage conta com discotecagem do DJ Evandro Q?.

A sócia da Nuvem, Claudia Aires, afirma: “Essa coletiva retrata a nossa ambição e posicionamento de, assim como fizemos com Gio, lançar nomes fortes e focar na diversidade de estilos e artistas plásticos”. As criações que retratam o universo particular de cada um do grupo estarão à venda no local. Gio Simões acredita: “Para um artista não basta ter o talento, é preciso de oportunidades, e a primeira delas é a mais difícil. Os meninos são supertalentosos e eu não tenho dúvida de que eles irão seguir um belo caminho”.
A exposição CRIA visita, a partir de quadros de vários tamanhos, temas como o imaginário dos sonhos, os vícios, as angústias humanas e o íntimo feminino explorado de maneira imprevisível. Apesar de estilos distintos entre si, todas as obras contêm personagens que seguem narrativas criadas pelos autores. Cartelas de cores variadas guiam os materiais e técnicas usados como fotopintura, acrílica no papel, tinta óleo e pastel. Lana Pinho lembra: “Cada um, aqui, pegou algo ensinado por Gio para o seu próprio trabalho”.

:: QUEM SÃO OS ARTISTAS DA CRIA::

cria - Lana Pinho-4

::Gi Vatroi
Vatroi se tornou uma das assistentes de Gio Simões por meio de um convite nas redes sociais feito em agosto de 2015, anunciando vaga para assistência artística. Designer gráfica por formação ela começou a desenvolver sua obra a partir da pintura digital. A observação do universo da mulher e temas fortes como opressão, abuso sexual e feminismo faz parte da sua pesquisa artística. Na Cria ela escolhe o pastel seco – material que aprendeu a usar com Gio – para as suas pinturas extremamente simbólicas. Ela se inspira na influência histórica da religião sobre a construção das figuras das mulheres, a partir de um recorte que recai sobre imagens das mãos.

::Lana Pinho
A fotógrafa e estudante de artes visuais busca experimentar novas maneiras de explorar as fotografias a partir de métodos de pintura, usando tintas como aquarela e acrílica. As fotopinturas transcendem o instante único. O tema principal de sua série na Cria é o universo feminino introspectivo. “Eu sempre gostei de retratar mulheres. Por isso me identifiquei com os quadros em tela grande de Gio, que mostram personagens de um ângulo bem realista”, diz.

::Marcela Morci
Marcela se descobriu artista pintando figuras lúdicas e curiosas nas superfícies de camisetas que ela mesma vende em feiras. Convidada por Gio Simões para ser uma de suas assistentes acabou desenvolvendo técnicas com tinta óleo e pastel. Morci mostrará na Cria uma série de inspiração ilustrativa que mistura óleo e acrílica em quadros coloridos, os quais apresentam “uma espécie de coleção de pequenas criaturas. Muitos vieram de coisas que eu sonhei”, relata.

::Pedro Rodrigues
O estudante de Design também encontrou Gio a partir de um anúncio na internet. Começou a se interessar pelo mundo profissional artístico por meio da pintura virtual com o objetivo de um dia trabalhar com jogos digitais ou cinema. Hoje, mistura técnicas aprendidas a partir das novas tecnologias com a tradição do óleo sobre tela. A sua série explora pensamentos conturbados como ansiedade e reflexões aleatórias de um ser humano.

::Fefa Lins
Fernanda Lins, mais conhecida como Fefa, é estudante de arquitetura, mas encontrou na pintura artística seu melhor modo de meditar e se expressar. Trabalha com técnicas variadas como tinta à óleo, aquarela e guache. Porém, a acrílica com seus tons escuros e claros foi a escolhida para a série da exposição Cria. A representação do cotidiano de indivíduos vivenciando seus vícios – como fumar um cigarro ou usar impertinentemente um celular – reflete nos seus quadros o significado da ação de pintar em sua vida: um hábito. “Interessa-me muito a arte como coisa cotidiana, que pode ser sentida e assimilada”, diz. Fefa chegou até Gio também por meio de um anúncio na internet. A artista, apesar de ainda desconhecida do grande público, já tem obras difundidas redes sociais afora: ela fez uma aquarela com o rosto de Dilma que acabou chamando a atenção nacionalmente e foi cedida para a campanha oficial da candidata à presidência de 2014.

::SERVIÇO:
Exposição CRIA
Dia e horário: 30 de março, às 19h
Com O DJ Evandro Q?
Local: Nuvem Produções, dentro da Galeria Joana D’arc (Av. Herculano Bandeira, 513 – Pina, Recife – PE)
Contato: Claudia Aires – Nuvem (081) 981757208 – Gio Simões – Curadora (giosimoes@gmail.com)