Nuvem

Francisco Brennand expõe na 13ª Semana Nacional de Museus

DSC_0497

Na Semana Nacional de Museus – Museus para uma sociedade sustentável #‎semanamuseus2015, de 18 a 24 de maio, a Oficina Brennand tem uma extensa programação e realiza a exposição: FRANCISCO BRENNAND – EXERCÍCIO SOLITÁRIO. São 29 quadros, datados entre 2014 e 2015.

Sofá da manhã

“(…) A nova série de pinturas, segundo o próprio diz, é como um “diário de jornal”, um exercício solitário, onde interpreta temas contemporâneos. 
Assim como escreve seu diário, agora, de certa forma, Brennand o desenha. As previsões catastróficas são claras em relação ao destino do homem, mas ele sossega, pois sabe que fazemos apenas aquilo que podemos e que queremos com o tempo que nos é dado e, em relação a isso, ele já foi condecorado, fez e faz sua parte! 
O quadro de abertura da mostra chama-se “A ESFINGE”, decifra-me ou te devoro! O artista desafia o público a entendê-lo, assim como sua obra. 
O que não se vê ou não se entende, ele chama de enigma, e para ele o enigma é Deus. Jamais poderá ser desvendado, do contrário, não seria enigma. Voltamos aqui à Esfinge: decifra-me ou te devoro. 
Outros títulos da exposição como “A FONTE”, onde uma mulher coberta d’Água se faz como metáfora no significado de fonte da vida, nos faz refletir sobre a escassez dessa fonte: a água! “A FEITICEIRA”, líder da magia e do poder, é título insistente na obra do artista, tanto no feminino como no masculino – uma vez que em sua escultura, também há feiticeiros. 
No quadro “LA LETTERA”, ele diz: “uma carta foi extraviada, um destino modificado, um amor perdido”. A carta era tudo! Em “A ESCOCESA” põe-se em evidência o singelo poder do descanso, parte do que possuímos, do que temos e que podemos usufruir. O repouso, nossos sonhos. Os animais sonham… 
No simples retrato de uma bela mulher no quadro “O ALVO”, Brennand afirma: “ela é o centro dos comentários, talvez malévolos. A beleza nem sempre é entendida”. 
Há ainda outros títulos como “O ESPELHO”, onde um incroyable francês do século XVIII – época em que os homens se espartilhavam – prepara-se para seu casamento, o artista pontua: repare que há dois sujeitos que o arrumam, e pela face vê-se um maligno e cheio de ódio e o outro, que provavelmente aceita quem é, e vive compassivamente”.
São temas gerais e contemporâneos, não eróticos. A arte de Brennand sobrepõe tal terminologia. Vivemos a mercê do encontro com o bem ou com o mal e as pinturas de Brennand carregam signos, símbolos e significados que devem ainda ser e continuar sendo ocultos. É preciso atenção tanto na vida como na obra de Brennand…”

SERVIÇO:

:: Exposição “Francisco Brennand – Exercício Solitário” – Traz a recente produção do artista, que aborda além do erotismo esperado, temas como a escassez d’água.

Local | Foyer do Cine Teatro Deborah Brennand – Na Oficina Cerâmica Francisco Brennand.

:: Visitação – Visita guiada ao Museu, com mediadores bilíngues,  para os visitantes em geral.

Data | 18 a 24 de maio

Horários | Durante os horários normais de abertura do Museu ao público.

:: Informações:

Fones | (081) 3271-2466/ 3453-4656

E-mails | brennand@brennand.com.br/

artebrennand@gmail.com

Entrada R$15,00 (inteira) e R$8,00 (meia)

:: Horários de abertura do Museu:

Segunda a Quinta | 8 às 17h.

Sexta | 8 às 16h.

Sábado e Domingo | 10 às 16h