Nuvem

Sérgio Cezar, o “Arquiteto do Papelão”, na Casa do Cachorro Preto

Casas, sobrados, cortiços, bairros, barracos, botecos, favelas inteiras. Escultura, Instalação, Maquete – arquitetura do papelão. Sérgio Cezar é autor de um expressivo acervo de peças feitas com sucata. O artista chama a atenção para questões ambientais e sociais e provoca um novo olhar, aquele que  permite reciclar não apenas materiais, mas a própria vida. Sérgio Cézar apresenta obras de arte que  recriam mundos habitados, vividos fora dos padrões.  É dele o cenário da abertura da novela Duas Caras (2007) e do clipe Segue o Som de Vanessa da Mata (2015)

São 6 esculturas, uma luminária, bolsas, tudo em papelão, além de desenhos e pinturas em tecidos. Nelas se revela um permanente processo de reciclagem: dos seus sonhos, das suas vidas, das suas relações com o mundo. Para além do belo pré-estabelecido e do consumo predefinido, essa arte recicla a alma, colocando ao alcance do olhar, as vidas vividas e tornadas bonitas por meio da subversão da ordem e da reinvenção, pelos habitantes desses espaços, da vivência estética cotidiana e das possibilidades de uso dos materiais, presente nas obras.

exposiçao sergio raoni

Sergio Cezar tem 57 anos, nasceu e foi criado no bairro de Laranjeiras, zona sul do Rio de Janeiro. Sempre soube o significado da palavra “reciclagem”.

O que faltava ao pai em dinheiro para brinquedos, sobrava em criatividade. Porteiro de prédio classe média, seu pai aproveitava objetos dispensados pelos moradores para fazer brinquedos para os filhos.  A mais original: – uma bicicleta de guidão reto feita com sucata, ele passou 8 meses juntando peças para montar uma bicicleta inteira.

Sergio foi boy, jogador de futebol, segurança, modelo fotográfico e sempre professor.

::Sudário

O artista também é conhecido por ter desenvolvido a técnica de pintura em tecido sobre modelos vivos. Ao que ele deu o nome de sudário, em referência ao pano em que ficaram impressos os traços de Jesus. Durante  a exposição Sergio fará Sudários.

 

::Oficina de esculturas de papelão

Nos dias 17 e 18 de janeiro, Sergio irá ministrar oficina de esculturas de papelão.

As vagas são limitadas a 1 turma, que funcionará das 14h às 18h, nA Casa do Cachorro Preto.  O investimento de matrícula é de R$ 250,00, sendo a inscrição o comprovante de pagamento. Maiores informações podem ser adquiridas pelo email:acasadocachorropreto@gmail.com

 

Abertura da exposição Todos os dons – Reciclando o Olhar – Sérgio Cezar

Com DJ Ravi Moreno

Sábado, 10 de janeiro, 18h

ACasa Do Cachorro Preto

Rua 13 de maio,99 – Cidade Alta – Olinda

 

** Sérgio Cézar chega em Olinda na quarta-feira (07/01) e estará na montagem da exposição na Quinta-feira (08/01), à tarde, quando poderá dar  entrevistas.

 

Informações: Sheila Oliveira (81) 98236269